ACT_logotipo_cores

ACT inspeciona novamente o estaleiro da Barragem Foz Tua

  • Foram detetados problemas graves no que respeita a excesso de tempos de trabalho e problemas de segurança
  • Último acidente mortal foi em maio deste ano
  • Nos estaleiros operam mais de 1000 trabalhadores e envolvem dezenas de entidades especializadas

Equipas de inspetores da Autoridade para as Condições do Trabalho de Bragança e Vila Real, acompanhadas pelo Inspetor-Geral e por um Subinspetor-Geral desta Autoridade, Pedro Pimenta Braz e António J. Robalo dos Santos respetivamente, realizaram ontem, dia 24 de junho, nova inspeção aos estaleiros desta obra da EDP, onde trabalham mais de 1000 trabalhadores e que tem como entidades executantes gerais as empresas Mota Engil, Engenharia e Construção, S.A., a Somague, Engenharia, S.A. e a MSF-Engenharia, S.A., e como coordenador de segurança a Tabique-Engenharia, Lda.

As equipas inspetivas depararam-se com problemas graves no que respeita a excesso de tempos de trabalho e problemas de segurança que conduziu a 3 suspensões de trabalhos por situações de perigo grave e iminente para a vida de trabalhadores. Os inspetores apresentaram ainda 45 notificações para tomadas de medidas e 6 autos de notícia de segurança e saúde no trabalho.

Desde o início desta obra já morreram 5 trabalhadores, nomeadamente o último no dia 12 do passado mês de maio em consequência do choque entre um balde com 27 toneladas de betão e um contentor de apoio administrativo que provocou a queda em altura, cerca de 28 metros, de um trabalhador do estaleiro.

A complexidade da obra, nomeadamente pelo número de trabalhadores e pelas entidades envolvidas, mais de duas centenas, exigiu desde o início um acompanhamento especial da mesma por parte da ACT de Vila Real e de Bragança que já realizaram mais de uma dezena de visitas aos referidos estaleiros para inquéritos de acidente, reuniões de acompanhamento com as entidades envolvidas e visitas inspetivas de surpresa.

Algumas das visitas efetuadas, como é o caso da realizada ontem, tiveram inclusive a participação do Inspetor-Geral e de um dos Subinspetores Gerais da ACT. Das visitas resultaram diversos procedimentos, com destaque para autos de notícia, suspensões de trabalhos, notificações para apresentação de documentos e para tomadas de medidas. Neste sentido a ACT acompanhará esta obra com os procedimentos habituais.

Fonte (ACT):  bit.ly/1dir484

Avalie o artigo
Márcia Cardoso

Márcia Cardoso

Marketeer at Ábaco Consultores
Márcia Cardoso, licenciada em Marketing. Actualmente desenvolve funções na Ábaco Consultores.
 Visualizar perfil de Márcia Cardoso
Márcia Cardoso

Márcia Cardoso

Márcia Cardoso, licenciada em Marketing. Actualmente desenvolve funções na Ábaco Consultores.  Visualizar perfil de Márcia Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>