riscos no transporte de passageiros safemed

Condução Automóvel: Riscos no transporte de passageiros

A avaliação por parte das empresas transportadoras das características especiais dos trajetos, dos horários e dos passageiros transportados é fundamental na perspetiva global de prevenção de riscos profissionais da empresa. Com efeito importa ponderar se o transporte vai realizar-se apenas com o trabalhador condutor sem acompanhante, mas sobretudo porque determinado tipo de transporte de passageiros pode gerar riscos profissionais específicos para a condução, quer pelo isolamento, quer por eventual conflitualidade e exigências resultantes da interação com passageiros. Veja-se por exemplo, o transporte coletivo de crianças ou pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada, de passageiros que adormecem, de estrangeiros (em caso recreativo ou profissional), de passageiros efetuados em contexto de recreio (excursões, etc.), em circuito urbano ou turístico ou o transporte internacional de passageiros, em longo curso.

As empresas transportadoras deverão, pois, identificar e avaliar todos os riscos a que o condutor e consequentemente os passageiros, se encontram sujeitos a fim de adotar as medidas preventivas e corretivas adequadas à realização das viagens em segurança.

.

Riscos no Transporte de Passageiros

A atividade de transporte de passageiros (transporte urbano, interurbano, de longo curso e também em táxi) implica para o motorista, uma elevada carga mental resultante entre outros, da dinâmica de interação com clientes, passageiros e os restantes utilizadores da via de circulação.

Este contexto de trabalho reflete-se de modo muito particular na saúde física e mental destes profissionais, potenciando o risco de ocorrência de acidente rodoviário, com consequências no desempenho, na imagem das organizações e respetivos custos.

Fonte (ACT): https://bit.ly/2ULpHbO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!