Álcool Gel

ASAE na defesa do consumidor e da livre concorrência: Análise do teor de álcool de “Álcool Gel” / “Solução antissética de base alcoólica”

O mundo tem estado perante um surto pandémico causado pelo vírus SARS-Cov-2 que provoca a doença designada por COVID-19.

Não existindo, à data, nenhuma vacina para prevenir a infeção pelo SARS-Cov-2 ou tratamento específico para esta infeção, a forma mais eficaz de a combater é a prevenção do contágio das pessoas.

Neste sentido, em Portugal, para além de outras medidas essenciais, a DGS, emitiu fortes recomendações de higienização correta e completa das mãos. Para a higienização das mãos foi recomendado lavagem com água e sabão ou fricção com solução antissética de base alcoólica.

Neste contexto, a ASAE avaliou o teor de álcool de diversos produtos/ soluções antisséticas de base alcoólica presentes no mercado.

O Laboratório de Segurança Alimentar (LSA) da ASAE, que já analisava o teor de álcool de diversas bebidas espirituosas e vinhos por método acreditado pelo IPAC, estudou a possibilidade de aplicar a metodologia à solução antissética de base alcoólica:

  • Validou que todo o álcool (etanol e isopropanol) presente na amostra era doseado, salvaguardando assim a exatidão do método.
  • Efetuou análises em replicado garantindo a precisão do método.

Entre  22 e 27 de abril de 2020 o LSA analisou 12 amostras colhidas pela ASAE. O gráfico seguinte mostra os resultados obtidos. Os resultados apresentados estão expressos em % v/v, ou seja, volume de álcool (ml) por 100 ml de solução antissética de base alcoólica.

Os resultados obtidos evidenciam que as 12 amostras apresentaram teores álcool que variam entre 52% e 77% v/v.

Fonte (ASAE): https://bit.ly/2B6WS1x

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!