yoga_bem_estar_saude_profissao_stress_saude_ocupacional_trabalhadores_ss_blog_safemed

Yoga e meditação para combater o stress em funcionários públicos

Câmara da Maia vai avançar com projeto para ajudar os trabalhadores a aliviar o stress ainda antes de entrarem ao serviço.

Se “cedo deitar e cedo erguer, dá saúde e faz crescer”, os funcionários da Câmara da Maia vão passar a ter uma razão extra para madrugar: participar numa aula de meditação ou yoga antes de entrar ao serviço. A ideia da autarquia é ajudar a combater o stress, as tensões e a irritabilidade no trabalho. A câmara e os munícipes também ficam a ganhar com o aumento de produtividade.

Com esta medida “pioneira nas autarquias”, a vereadora dos Recursos Humanos, Marta Peneda, quer combater os riscos psicossociais, como depressões e ansiedade, a maior causa absentismo, bem mais do que os acidentes de trabalho. “Queremos aumentar a produtividade dos trabalhadores, combatendo o stress”, diz a vereadora da câmara da Maia, satisfeita por estar a dar passos nesse sentido. “Chegámos à conclusão de que “80% do absentismo está relacionado com situações de doença, sendo apenas 20% imputados a acidentes de trabalho”. Mais, o absentismo na autarquia deve-se mais aos riscos psicossociais que tendem a aumentar. O que acarreta custos para o município. Daí a importância da saúde ocupacional para a vereadora, que incluiu uma psicóloga na sua equipa. “Só que, devido a limitações do ponto de vista jurídico, não pode dar apoio psicológico aos funcionários com patologias associadas aos riscos psicossociais”. Por isso mesmo, estão em curso parcerias com a Universidade de Psicologia do Porto e com as juntas de freguesia que têm os seus psicólogos.

A psicóloga Teresa Espassandim, do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), também defende que se deve investir na saúde ocupacional. “Estamos a falar de stress, ansiedade, perda de qualidade de vida, mau estar. O que, no limite, poderá gerar baixas médicas, internamentos e complicações físicas relacionadas com o stress, como doenças cardíacas”. Mais, diz, “estas práticas de yoga e meditação podem diminuir ou prevenir os riscos psicossociais e tornar os locais laborais mais saudáveis”. Para Teresa Espassandim, não prevenir ou não intervir precocemente nos riscos psicossociais faz com que haja mais doença mental. “Portugal é um dos campeões europeus no consumo de ansiolíticos e antidepressivos”. E que são, por vezes, motivados por mal-estar no trabalho. “Um em cada cinco portugueses sofre ou pode vir a sofrer um problema de saúde psicológica”.

Precisamente para prevenir o stress e os riscos psicossociais, a vereadora da câmara da Maia quer pôr os funcionários a fazer yoga ou meditação, diariamente e gratuitamente, antes da jornada laboral. Desconhece se é prática noutras autarquias do país, ainda que já o seja nalgumas empresas do setor privado. Em estudo está se será yoga, meditação ou outra atividade de relaxamento. Até pode ser yoga do riso, criada por um médico indiano para combater doenças emocionais. “E porque não associar o sorriso ao combate ao stress, até para fazer jus ao slogan da cidade “Sorria. Está na Maia”?”. Por definir está também quando arrancará a iniciativa. Alcindo Silva, instrutor de yoga e formador de Reiki, diz que “estes exercícios ligados à meditação e ao yoga são reconhecidamente eficazes na diminuição das tensões, da irritabilidade e potenciam as capacidades individuais e a produtividade”.

Forte adesão dos funcionários

Nos corredores da autarquia já se comenta a medida com entusiasmo. “Participarei, mesmo que tenha de me levantar mais cedo, porque terei um dia com mais energia, mais produtivo e com um raciocínio célere”, diz Manuela Barros, coordenadora técnica na autarquia. Jorge Rebelo, especialista em informática acrescenta que “é importante quebrar o ritmo diário para o trabalho fluir melhor”. E, se a tudo isto, adicionar boa disposição, melhor ainda. Ao lado, Maria Vieira, técnica superior de Relações Internacionais, concorda com a medida, ainda que “toda a logística em casa, logo pela manhã, seja complicada de gerir”. Mas diz que “vai valer a pena o esforço”.

.

Fonte (DN): bit.ly/1ObEUuG

.

Avalie o artigo
Márcia Cardoso

Márcia Cardoso

Marketeer at Ábaco Consultores
Márcia Cardoso, licenciada em Marketing. Actualmente desenvolve funções na Ábaco Consultores.
 Visualizar perfil de Márcia Cardoso
Márcia Cardoso

Márcia Cardoso

Márcia Cardoso, licenciada em Marketing. Actualmente desenvolve funções na Ábaco Consultores.  Visualizar perfil de Márcia Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>