Prevenção do consumo de substâncias psicoativas

Prevenção do consumo de substâncias psicoativas

O que são substâncias psicoativas?

Substâncias que afetam o sistema nervoso central, estimulando-o, deprimindo-o ou interferindo de outra forma no seu funcionamento.

Delas são exemplo as bebidas alcoólicas, o haxixe, a cocaína, a ecstasy ou alguns medicamentos como os ansiolíticos ou os antidepressivos. O café ou o tabaco contêm também substâncias psicoativas.

.

O consumo de substâncias psicoativas no local de trabalho pode gerar:

  • Perda de produtividade e baixo desempenho;
  • Atrasos e incumprimento de horários;
  • Insegurança e acidentes nos locais de trabalho;
  • Consequências negativas no espírito de equipa e nas relações interpessoais;
  • Problemas disciplinares e comportamentais;
  • Desprestígio da imagem da empresa e das relações externas.

.

Os trabalhadores que consomem substâncias psicoativas:

  • Têm maior probabilidade de provocar ou sofrer acidentes de trabalho que a população geral.
  • Tendem a ausentar-se mais frequentemente do trabalho.
  • Apresentam mais comportamentos de risco para a sua segurança e de terceiros.
  • Envolvem-se mais frequentemente em conflitos ou comportamentos violentos e são mais repetidamente alvo de queixas.

.

O estado de influência refere-se ao impacto negativo do efeito da substância psicoativa no trabalho.

O valor da deteção por si só não terá significado. A substância poderá estar no organismo e prejudicar (ou não) o desempenho e a segurança do próprio e a de outros trabalhadores. Neste sentido, a avaliação deve ser sempre feita sob a responsabilidade da Medicina do Trabalho.

.

Fases para a implementação e desenvolvimento da abordagem do consumo de substâncias psicoativas no local de trabalho:

Colocar o problema como uma preocupação da empresa
Começar por definir os objetivos da empresa para a segurança e saúde dos trabalhadores com inclusão da prevenção do consumo de substâncias psicoativas.

Sensibilização Global da Empresa
Procura-se aumentar o grau de conhecimentos na temática e aumentar a adesão e o envolvimento dos trabalhadores.

Identificar Necessidades
Identificar as condições internas e externas para a abordagem destes problemas, designadamente, as condições de trabalho, as atitudes dos trabalhadores face aos consumos de substâncias, a disponibilidade de bebidas alcoólicas, o contexto cultural em que está inserido o local de trabalho.

Serviços de Saúde do Trabalho
Deverão dar apoio à empresa desde a fase inicial. Nas consultas (periódicas ou ocasionais a pedido da empresa ou a pedido do trabalhador) o médico do trabalho determina a Aptidão para o Trabalho, além de dar apoio personalizado aos trabalhadores com risco associado ao consumo de substâncias psicoativas: exames complementares de diagnóstico, tratamentos, aconselhamento, estratégias de saúde, reabilitação, etc. Para tratamentos específicos reencaminha para a Medicina Geral e Familiar e restante Rede de Referenciação.

Referenciação
O encaminhamento do trabalhador deve ser feito de maneira a dar a resposta mais atempada às necessidades identificadas em termos de diagnóstico, tratamento e reabilitação.

.

A abordagem do consumo de substâncias psicoativas no local de trabalho deve:

  • Ser especifica da empresa;
  • Estar escrita;
  • Ser transversal;
  • Ser participada;

.

Vantagens

Para a empresa:

• maior comprometimento dos trabalhadores, das chefias e dos empregadores;
• melhoria da imagem;
• assunção da responsabilidade social (no mercado e na comunidade);
• redução de custos relacionados com a saúde e a segurança;
• aumento da produtividade;
• redução do número de acidentes no trabalho;
• redução do absentismo.

Para o trabalhador:

• participação pró-ativa em ações de promoção da saúde e segurança no trabalho;
• redução da probabilidade de acidente de trabalho;
• melhoria provável do estado de saúde;
• acesso a informações adequadas sobre substâncias e seus efeitos;
• oportunidade de reflexão e ajuda profissional para alteração de seu padrão de consumo;
• oportunidade de reflexão e ajuda profissional para mudança do seu estilo de vida.

.

Tratamento e respostas possíveis

Nível I
Cuidados de Saúde Primários
Medicina do Trabalho.

Nível II
Equipas de Tratamento
Centros de Respostas Integradas (CRI)
Unidades de Intervenção Local (UIL) das
Divisões de Intervenção em Comportamentos
Aditivos e Dependências (DICAD) das Administrações Regionais de Saúde (ARS)

Nível III
Unidades de Alcoologia
Saúde Mental

Nível V
Comunidades Terapêuticas
Departamentos Hospitalares.

Os padrões de consumo de risco e nocivo poderão implicar maiores problemas de segurança e saúde para as empresas do que os de dependência instalada.

.

Fonte (ACT): https://bit.ly/3G7BUxr

Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!